domingo, 6 de novembro de 2011

O tradicional Tchai indiano

Ingredientes:
  • 1 litro de água mineral
  • 1/2 copo de açúcar refinado no copo fino
  • 1 pau de canela tamanho médio
  • 1/2 copo de gengibre ralado prensado no copo fino
  • 1/2 copo de leite em pó no copo grande
  • 1 colher (chá) chá preto inglês rasa
  • 3 sementes de cardamomo 
Modo de preparo:
  • Separe 100ml de água para diluir o leite e ferva o restante. Triture as sementes de cardamomo no pilão. Adicione o açúcar e a canela de pau na panela. Leve ao fogo. Mexa até abrir a canela. Adicione o gengibre e o cardamomo. Misture bem até soltar o caldo. Acrescente a água aquecida. Ferva em fogo baixo durante 5 minutos, sem parar se mexer. Adicione o leite em pó diluído. Deixe aquecer durante 1 minuto, sem ferver. Acrescente o chá preto. Desligue o fogo e deixe descansar durante 1 minuto, com a panela tampada. Coe o chai na peneira e experimente. Se necessário adoce mais. Passe pelo coador de pano com o funil para a garrafa térmica!

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Etiqueta lavavel para as frutas!

Estamos acostumados a comprar frutas que vem com etiquetas adesivas, que por serem fáceis de tirar, nem sempre nos estimulam à lavagem antes de levarmos o alimento à boca, o que pode nos trazer sérios riscos à saúde. Sabemos, mas negligenciamos muitas vezes.

Esta proposta do designer Scott Amron de uma etiqueta que sai mais fácil se a fruta for lavada, me parece ser um bom estímulo a criação do hábito de higienização antes do consumo, mesmo que seja de maneira ‘forçada’. Ela é feita de material orgânico que se dissolve mais facilmente junto com bactérias e pesticidas quando lavadas com sabão.

É o design contribuindo para estabelecer novos hábitos do nosso dia. Quem sabe não abre o apetite de empresas que possam transformar esta ideia em realidade? Torcendo!

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Fettuccine de Aspargos ao alho e óleo


Ingredientes:

5 unidades de Aspargos
3 dentes de alho
15 g de salsinha bem picadinha
30 ml de azeite extra virgem
40 g de Parmesão Grana padano
Sal e Pimenta do reino à gosto

Modo de preparo:

Com ajuda de um descascador de batatas, corte os Aspargos em lâminas e reserve. Retire a casca do alho e corte também em lâminas e reserve. Em uma frigideira anti aderente, aqueça em fogo alto. Adicione o azeite , o alho e deixe 2 minutos até dar uma douradinha. Coloque o fettuccine de Aspargos, tempere com sal e pimenta do reino e deixe por mais alguns minutos, sempre mexendo.
Para finalizar salpique a salsinha . Disponha em um prato e coloque laminas de parmesão. Bom Apetite.

Fazendo arte com Farinha

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Barquinha de Abobrinha italiana com Ragu Gratinada


Ingredientes:



1 abobrinha italiana
200 g de patinho moído
1/2 cebola bem picadinha
1/2 cenoura bem picadinha
1/2 talo de salsão bem picadinho
1 dente de alho bem picadinho
1 lata de tomate pelati
60 g de mussarela de bufala bem picadinha
Sal, pimenta do reino, azeite extra virgem e tomilho a gosto.


Modo de preparo:

Corte os dois extremos da abobrinha e em seguida corte ao meio. Com ajude de uma colher, remova o miolo onde ficam as sementes e descarte. Reserve as duas barquinhas.

Modo de preparo para o Ragu:

Em uma panela em fogo médio, coloque um fio de azeite, a cenoura, o salsão, a cebola e o alho. Refogue por 15 minutos e em seguida adicione o patinho moído. Tempere com sal e pimenta. Refogue por mais 20 minutos, adicione os tomates e um raminho de tomilho, ajuste o sal e deixe que os tomates derretao. Quando os tomates estiverem derretidos desligue o fogo e resserve. Pré aqueça o forno a 200 graus. Pegue uma assadeira e disponha as barquinha de abobrinha e recheie com o ragu. Adicione a mussarela por cima e leve ao forno para gratinar por 30 minutos. Sirva quente

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Restaurante

Até metade do século XVIII, a palavra restaurant, em francês, significava apenas e especificamente "fortificante". O termo era aplicado a caldos e gemadas destinados a fortificar, a reparar as forças após uma doença ou um grande esforço. Em 1765, o Sr. Boulanger , dono de uma espécie de botequim, afixou na frente de seu estabelecimento uma placa com os seguintes dizeres " Boulanger vende restaurantes divinos". Por seu tipo de estabelecimento, ele só podia vender caldos. Em 1786, se implanta o hábito da "mesa de hóspedes", o que significava que os clientes poderiam passar a sentar-se à mesa do dono do estabelecimento para comer lá mesmo o prato comprado, em vez de leva-lo para casa. Entretanto, com a Revolução Francesa, tanto privilégios como corporações foram abolidos. Com isso, os donos desses estabelecimentos puderam passar a preparar e servir, eles próprios, todo tipo de comida. Desde então, o estilo de estabelecimento firmou-se na França e se espalhou por outros países.

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Tomatinhos ao forno com Pesto


Ingredientes para o Pesto:

1 maço de manjericão italiano
25 g de pecorino ralado
25 g de parmesão grana padano ralado
20 g de pinoli
1/2 dente de alho
50 ml de azeite extra virgem
20g de sal grosso

Modo de preparo para o Pesto:
Em um liquidificador, coloque as folhas de manjericão, pecorino, parmesão, pinoli, alho, azeite e o sal grosso. Triture em golpes para não esquentar o composto e está pronto!

Ingredientes para o Tomate: 

200g de tomatinhos
Sal, pimenta do reino, açucar e azeite extra virgem à gosto


Modo de preparo Tomate:

Pré aqueça o forno a 160 graus. Em uma assadeira anti aderente, coloque os tomatinhos. Regue com azeite e polvilhe o sal, a pimenta do reino e o açucar. Leve ao forno para assar por 20 minutos. Após esse tempo, com uma colher coloque o pesto sobre os tomatinhos e sirva quente. 

terça-feira, 4 de outubro de 2011

I Tábua



Super simpática essa tábua de cortar de madeira a forma de IPad!  Os ìcones (desenhados a laser) representam os ingredientes de um café da manha continental, foi criado por dois jovens de Berlim Thorsten Schwarz e Sebastian Orlac e està a venda por € 15.

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Gefilte Fish

 Em homenagem ao Rosh Hashaná (ano novo judaico), uma receita típica! 

Ingredientes

Para os bolinhos:

1 kg de pescada, tainha ou truta
1/2 copo de açúcar
1/2 colher (sopa) de sal
4 ovos
pimenta-do-reino
3 cebolas grandes muito bem picadas
1 copo de farinha de matzá

Para o caldo de peixe:

1 e 1/2 litros de água
cabeças e espinhas dos peixes
3 cenouras cortadas em rodelas
3 cebolas cortadas em rodelas
Salsa e cebolinha
Açúcar, sal e pimenta-do-reino

Modo de preparo

Os bolinhos:
Corte o peixe em tiras para moer. Misture tudo, exceto a farinha de matzá, e passe pelo processador. Acrescente a farinha de matzá e mexa bem até dar o ponto de massa. Deixe descansar por 30 minutos. Molhe as mãos na água fria e faça bolinhos achatados. Coloque no caldo de peixe fervente e cozinhe por 1 hora. Não tire quente senão eles quebram. Deixe esfriar no caldo.

O caldo de peixe:
Ferva tudo junto e deixe cozinhar. Depois de pronto, passe o caldo por uma peneira e espere esfriar. Sirva frio com Chrein.

Shaná Tová a toda a comunidade judaica!

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Creme de brocolis, Gorgonzola e Amêndoas


Ingredientes:

200 g de brocolis ninja
1/2 cebola bem picadinha
1 dente de alho bem picadinho
300 ml de leite
100g de requeijao
30g de manteiga
100g de amêndoas
150g de gorgonzola
Sal, pimenta do reino e azeite extra virgem à gosto

Modo de preparo:

Em uma panela em fogo medio, refogue a cebola e o alho em um fio de azeite. Acrescete o brocolis e o leite e deixe por 10 minutos.Tempere com sal, pimenta do reino e adicione a manteiga e o requeijão,  vá mexendo até dereter e reserve. Com ajuda de um liquidificador, bata até formar um creme.
Disponha em cumbucas com as lascas de Amêndoas torradas e pedaços de gorgonzola. Sirva quente.

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Polenta mole com Ragu de Codorna


Ingredientes para a polenta:

200 g de fubá
1litro de água
100 g de parmesão grana padano
1 colher de sopa de salsinha bem picadinha
1 colher de sopa de sal

Modo de preparo:

Em uma panela grande, aqueça a água em fogo medio até ferver. Acrescente o sal e abaixe o fogo. Com ajuda de uma colher de pau vá mexendo a água, e adicionando o fubá em um fio constante, até terminar todo o fubá. Deixe cozinhar por 30 minutos, mexendo sempre com a colher. A polenta estará pronta, quando se desprender das paredes e do fundo da panela. Acrescente o parmesão e misture bem até que derreta.

Ingrediente para o ragu de codorna:

4 codornas
1 cebola pequena bem picadinha
1 cenoura  bem picadinha
400 g de tomate pelado
1 dente de alho bem picadinho
1 folha de louro
50 ml de azeite
70 ml de vinho marsala
Sal e pimenta do reino à gosto

Modo de preparo:

Separe a carne do osso descartando somente o osso. Pique bem a carne e tempere com sal e pimenta do reino e reserve. Em uma panela alta e bem aquecida, coloque o azeite e frite a codorna, até dourar levemente. Adicione cenoura, alho, cebola, vinho marsala, folha de louro e o tomate pelado.  Deixe em fogo baixo por 50 minutos e estará pronto. Para servir, disponha em um prato a polenta e o ragu por cima. Acrescente um pouco de queijo ralado e sirva quente.

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Arte com casca de Lagosta


Foi exibida pelo artista Huang Mingbo uma escultura de motocicleta utilizando casca de lagostas. A peça foi apresentada durante evento de gastronomia em Fuzhou, na província chinesa de Fujian, na China.

Cogumelo Portobelo ao forno


Um cogumelo portobelo médio fornece 21% da ingestão diária recomendada de selênio e um terço da de cobre. Contém tanto potássio quanto uma banana média.

Ingredientes:

10 unidades de cogumelo portobelo grandes
2 dentes de alho bem picadinho
15 g de salsinha bem picadinha
15 g de farinha de rosca
50 g de parmesão grana padano ralado
Sal, pimenta do reino, manteiga e azeite à gosto


Modo de preparo:

Limpe bem os cogumelos e remova os cabinhos dos chapéus.
Pique bem os cabinhos e misture com a salsinha, o alho, a farinha de rosca, o parmesão, o sal e a pimenta do reino à gosto. Recheie os chapéus dos cogumelos com a mistura e reserve. Espalhe os cogumelos em uma refratária untada com azeite.
Distribua pedacinhos de manteiga sobre cada cogumelo. Coloque parmesao por cima para gratinar. Leve ao forno pré aquecido a 180 graus, por 30 minutos.

sábado, 10 de setembro de 2011

Kafta de cordeiro

Ingredientes:

1 kg de cordeiro moída
1 cebola média bem picadinha
1/2 maço de salsinha bem picadinha
1/2 maço de hortelã bem picadinha
1/2 maço de coentro bem picadinho
1 dente de alho bem picadinho
1/2 colher de café de canela em pó
1/2 colher de café de pimenta siria
1/2 colher de café de cominho em pó
Suco de meio limão
50 ml de azeite extra virgem
Sal a gosto
Palito de churrasco

Modo de preparo:

Em um bowl, coloque a carne moida de cordeiro, a cebola, alho, salsinha, hortelã, coentro , canela, pimenta siria, cominho, suco de limão, azeite e sal a gosto. Misture bem todos os ingredientes e reserve na geladeira por 30 minutos para que os temperos liberem bem seus aromas. Retire o composto da geladeira e faça bolas de 50 g. Pegue os palitos de churrasco e envolva com o composto, apertando para que fique bem preso e em formato cilindricos. Em uma frigideira anti aderente bem aquecida coloque os espetos para grelhar, após grelhar todos os lados sirva. 

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Berinjela Grega

                                                               
Ingredientes:

2 berinjelas grandes
50 ml de azeite extra virgem
20 g de pinoli
1 cebola média bem picadinha
1 dente de alho bem picadinho
4 tomates sem pele e sem sementes cortados em cubinhos
2 fatias de pão de forma branco sem casca esmigalhado

15 g de salsinha bem picadinha
15 g de hortelã bem picadinha
15 g de passas escuras
50 g de parmesão ralado
200 g de mussarela de bufalo
2 ramos de tomilho
Sal e pimenta do reino à gosto

Modo de preparo:

Aqueça o forno a 180 graus. Corte as berinjelas ao meio, no sentido do comprimento.
Com uma faca, risque a polpa sem furar a casca.

Regue as metades de berinjela com azeite e leve ao forno por cerca de 20 minutos.
Retire a assadeira do forno e remova a polpa da berinjela com uma colher, deixando apenas uma fina camada próxima da casca. Coloque a polpa em uma tigela e reserve.
Em uma frigideira anti aderente, aqueça o azeite e doure ligeiramente os pinolis e reserve. No mesmo azeite, doure ligeiramente a cebola e o alho, deixe até libeirar bem o aroma. Acrescente os tomates, o pão e refogue por 1 minuto. Junte a polpa da berinjela, o sal e a pimenta do reino e cozinhe por mais 1 minuto. Adicione a salsa, a hortelã, as passas e o pinoli. Verifique o sal a pimenta do reino e retire do fogo. Divida o refogado entre as quatro metades de berinjela vazias, disponha a mussarela sobre o recheio e polvilhe o queijo e o tomilho. Leve ao forno até dourar. Bom apetite!

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Nhoque de Mandioquinha ao Pomodoro

      
                                             
Ingredientes:

800 g de mandioquinha
200 g de farinha de trigo
100 g de parmesão
25  g de manteiga
1  gema de ovo
1 pitada de sal
1 fio de azeite

Ingredientes para molho de pomodoro:

400 g de tomate pelati
1 ramo de manjericão
1/2 cebola média bem picadinha
1 Colher de café de açucar
Sal, pimenta do reino e azeite extra virgem à gosto

Modo de preparo para o nhoque:

Descasque as mandioquinha e cozinhe em água e sal, até ficarem cozidas.
Passe em um espremedor de batata, emquanto estiverem quentes e reserve.
Após esfriar, adicione a manteiga, a gema, o parmesão, a farinha, o sal e um fio de azeite.
Misture bem a massa para fica bem homogênia.
Forme cilindros e corte com intervalo de 2 centimetros. reserve.
Coloque 5 litros de água e uma colher de sopa de sal em uma panela, deixe até ferver.  Quando estiver fervendo, coloque o nhoque para cozinhar, quando  o nhoque subir a superficie está pronto. Com ajuda de uma espumadeira, remova-os e adicione ao molho de pomodoro quente.



Modo de preparo para o molho pomodoro:

Em uma panela, refogue a cebola no azeite. Adicione os tomates, o sal, a pimenta do reino e o ramo de manjericão. Deixe em fogo médio, até que os tomates estejam quase dissolvidos, retire o ramo de manjericão e está pronto.



Bom apetite!

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Arte na Banana

O artista australiano Jun Gil Park tem o talento único de esculpir desenhos em bananas. 
Com um simples palito de dentes, ele arranha a casca da fruta que após alguns minutos começa a oxidar mostrando os traços do artista. Uma maneira incrivelmente criativa de produzir arte. Confira:

Legumes no Papellote


Ingredientes:

1 Batata grande
1 Abobrinha grande
1 Berinjela grande

3 Aspargos
2 folhas de papel manteiga 40x40

Sal, pimenta do reino, azeite extra virgem, tomilho e manjerona à gosto

Modo de Preparo:


Corte todos os legumes em cubinhos, cozinhe a batata em água fervente levemente salgada por 5 minutos. Escorra, acrescente os outros legumes, e tempere com azeite extra virgem, sal, pimenta do reino, o tomilho e a manjerona. Coloque os legumes, sobre o pedaço de papel manteiga. Feche bem e leve ao forno pré aquecido a 160 graus por 30 minutos. Decore com o Tomilho e Sirva imediatamente.

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Quiche de Alho Poro



Ingredientes para a Massa:

250g de farinha de 
150g de manteiga
50g de queijo parmesão ralado
1 gema
1 pitada de sal

Ingredientes para o Recheio:

1 unidade de Alho poró fatiado finamente 
1/2 cebola pequena bem picada
30 ml de Azeite
3 ovos (para cada ovo 100ml de creme de leite fresco)
300 ml de creme de leite fresco
40g Queijo parmesão ralado fino
Sal, pimenta do reino em pó, noz moscada ralada na hora à gosto

Modo de Preparo Massa:
Misture a farinha, a manteiga, o queijo e o sal até formar uma farofa. Adicione a gema e deixe descansar com papel filme na geladeira por no mínimo 2 horas.

Modo de Preparo Recheio:
Suar o alho poro com a cebola no azeite. Reserve.
Bater bem os ovos com os temperos e ir adicionando o creme de leite aos poucos. Reserveesse creme temperado.
Montagem:
Pegar pedaços não muito grandes da massa e ir amassando-a sob a forma, formando uma camada não muito grossa com borda. Coloque o alho poro ou palmito ou queijos no fundo primeiro. Despeje com cuidado o creme temperado. Salpicque o queijo parmesão ralado fino por cima. Asse em forno a 180°C por aproximadamente 20 minutos.

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Pernil de Vitelo assado

Ingredientes:

3.500 kg de pernil de vitelo
2 cabeças de alho descascado e esmagada
1 colher de sopa de pimenta do reino esmagada
5 cenouras bem picadinha
5 cebolas bem picadinhas
1/2 salsão bem picadinho
1.5 kg de batata
100 g de manteiga
3 litros de vinho branco
1 maço de alecrim
1 maço de tomilho
5 folhas de louro
Azeite extra virgem e sal grosso à gosto

Modo de preparo:


Em um bowl grande, coloque o pernil de vitelo, as duas cabecas de alho esmagadas, as pimentas do reino esmagadas, a cenoura bem picadinha, a cebola bem picadinha, o salsão bem picadinho, o vinho branco, o alecrim, o tomilho, o louro e o sal grosso. Feche com filme e leve para a geladeira por 10 horas. Esta preparação deve ser feita de véspera, deixando em marinação para que os aromas passem para a carne.
Apos 10 horas de marinação, pré aqueça o forno a 160 graus.
Em uma assadeira, forre de batatas cortadas em horizontal, disponha o pernil e leve para assar.
por 4 horas. Lembrando de  regar com a marinada a cada 30 minutos para deixar o pernil úmido e macio. Será feito esse exercício 6 vezes. Apos isso com ajuda de um pincel, va pincelando a manteiga em toda sua superfície, para dar coloração dourada.
Retire do forno e bom apetite!

sábado, 13 de agosto de 2011

Madeleines


São muitas versões sobre o seu surgimento, porém a mais difundida conta que, em 1755, numa situação de emergência, pois o confeiteiro titular faltara ao serviço, uma jovem empregada da marquesa Perrotin de Baumont preparou a receita da avó, assada em uma concha de vieira para um banquete em homenagem a Stanislas a pedido do sogro de Luis XV.
O ex-rei e então duque de Lorena encantado com o perfume e sabor da novidade, quis conhecer a autora, perguntando-lhe o nome, onde nascera e como se chamava a invenção. Ela disse chamar-se Madeleine Paulmier e revelou ter nascido em Commercy. Como o bolinho não possuía nome, Stanislas o batizou: “Vai se chamar madeleine de Commercy”. No dia seguinte, enviou a novidade para a filha comilona, Maria Leszczynski, mulher de Luís XV, na Corte de Versalhes. Até a morte do duque de Lorena, em 1766, a receita permaneceu secreta.
O que realmente sabemos é que ficaram famosas através do Marcel Proust, que descreveu em sua autobiografia seu acordar experimentando as madeleines embebidas em chá.
"Ela me deu um desses pequenos, gordos bolinhos chamados petites madeleines, que parecem como se tivessem sido moldadas em uma concha. E logo, mecanicamente, cansado após um dia aborrecido com a perspectiva de um amanhã deprimente, eu dirigi aos lábios uma colherada de chá onde eu tinha colocado um pedaço do bolo. Mal o líquido quente, e as migalhas com ele, tocaram meu paladar, que um arrepio percorreu meu corpo inteiro, e eu parei, cobiçando as extraordinárias mudanças que estavam ocorrendo ao mesmo tempo... as vicissitudes da vida haviam se tornado indiferente a mim, seus desastres inócuos..."

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Tartare de Vieiras

        

As Vieras ajudam na saúde cardiovascular, arritmias, controle da pressão sanguínea, prevenção contra enfartes do miocárdio, trombose, embolia pulmonar, prevenção de cancros e prevenção contra a doença de alzheimer.

Ingredientes:

200 g de vieras cortadas em cubos
40 g de erva doce bem picadinhas
20 ml de azeite extra virgem
1 colher de mostarda em grão
1 colher de cebolinha francesa bem picadinha e 1 inteira para decoração
suco de 1 limão tahiti

2 rabanetes cortado em lascas
Sal e pimenta do reino à gosto

Modo de preparo:

Em um bowl, coloque as vieiras, a erva doce, o azeite, a mostarda em grão a cebolinha francesa, o suco de limão, o sal e a pimenta.
Mexa tudo para que misture bem. Leve para a geladeira por 10 minutos.
Após esse tempo, pegue um prato e monte conforme a sua vontade, para decorar sugiro a própria ciboulette e lascas de rabanetes. Bom apetite!

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Peito de frango com molho de framboesa



Ingredientes:

2 peitos de frango
60 g de framboesa
200ml de caldo de carne
200 batatas
Sal e pimenta do reino à gosto

Ingredientes para o caldo de carne:

1 cenoura bem picadinha
1 cebola bem picadinha
1 talo de salsão bem picadinho
200 g de músculo bovino
500 ml de água
1 dente de alho
1 tomate

Modo de preparo para o caldo de carne:

Em uma panela, refogue a cebola, o salsão e a cenoura, coloque o alho e o tomate e deixe mais 5 minutos. Adicione a carne e a água e deixe em fogo médio por 45 minutos.
Após o tempo de cozimento, pegue uma peneira e passe no caldo para que remova os legumes e a carne, obtendo somente o líquido desejado e reserve.

Modo de preparo para o frango:

Deixe o forno pre aquecido a 180 graus.
Em uma assadeira, forre com as batatas limpas e lavadas, cortadas em 1 centimetro de espessura e disponha na assadeira.  Tempere o peito de frango com sal e pimenta do reino e coloque sobre as batatas .
Leve para o forno por aproximadamente 30 minutos até obter uma cor dourada.

Modo de preparo para o molho de framboesa:

Em uma panela, coloque o caldo de carne em fogo baixo por 15 minutos.
Adicione as framboesas e deixe até obter uma consistência  mais grossa. Acerte o sal. Retire do fogo e reserve.
Disponha o peito de frango em um prato e o regue com o mulho de framboesa. Sirva quente.

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Diferenças entre os tipos de Arroz


Integral: Este tipo mantém a camada externa do grão, o farelo. Conserva suas propriedades nutritivas na casaca, como as vitaminas do complexo B. É uma ótima fonte de fibras, que evitam os picos de açúcar no sangue.

Polido ou Branco: È o nosso arroz do dia-a-dia. Ele é pobre em fibras e ainda perde quantidades de ferro, fósforo, potássio, manganês e magnésio. Este arroz é somente fonte de carboidrato e proteína.

Parboilizado: Este arroz passa por um processo de tratamento, ele é colocado com casca, em água fervente dentro de tanques. Há controvérsias se durante este tratamento as vitaminas e minerais acabam no líquido antes do refino ou se à água fervente leva os nutrientes para dentro do grão.

Cateto: O arroz cateto matem o grão intacto, preservando a sua película e o gérmen, onde se encontram a maior parte dos nutrientes. Os grãos são curtos, curvados e translúcidos, com maior quantidade de amido, que o tornam mais macios e cremosos.

Arbóreo: Utilizado em preparações para risoto, contém bastante amido, que fornece a consistência cremosa ao arroz.

Vermelho: È um arroz pouco utilizado na culinária, mas o grão é altamente nutritivo e benéfico à saúde. Na sua composição encontra-se a monocolina (estatina natural), substância que pode auxiliar na redução do nível de colesterol, LDL-Colesterol e VLDL-colesterol no sangue, que podem causar infartos e derrames cerebrais.

Negro: Testes realizados nos laboratórios do Food and Drug Administration (órgão americano que fiscaliza drogas e alimentos) constataram que o grão negro contém dez vezes mais compostos fenólicos que o arroz branco, ou seja, é um poderoso anti-radicais livres (antioxidante). Também traz em si um teor de ferro elevado e até ômega-3. Caminha para ser considerado um alimento funcional.

Gaspacho Andaluz


Ingredientes:

800 g de tomate
150 g de pimentão vermelho
100 g de pepino sem semente
80 g de miolo de pão sem casca
1 dente de alho bem picadinho
30 ml de azeite extra virgem
30 ml de vinagre
500 ml de água gelada
Sal, pimenta e cebolinha francesa à gosto

Modo de preparo:

Tire a pele do pimentão e dos tomates. Pique grosseiramente. Molhe o miolo de pão em água.
Bata no liquidificador todos os ingredientes, exceto o vinagre, o sal, a pimenta do reino, e a cebolinha e acrescente água aos poucos.
Acerte a textura com a água restante, deve ficar com um conscistencia cremosa, junte o vinagre e tempere com sal e pimenta.  Finalize com algumas pedrinhas de gelo, azeite e pepino picadinho. Bom apetite.

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Creme de Agrião


O agrião é um vegetal rico em iodo, ferro, enxofre, fósforo, vitamina A, C, E  e complexo B. Seus nutrientes são importantes para o funcionamento correto da glândula tireóide, evitam a fadiga e ajudam na manutenção da saúde da pele e na formação dos ossos e dentes.

Ingredientes Caldo de legumes:

1 cenoura
1 alho
1 talo de salsão
1 cebola
700 mls de água

Modo de preparo:

Em uma panela com água coloque o salsão, a cenoura, a cebola e o alho e deixe ferver


Ingredientes Creme de Agrião:

1 maço de agrião
1/2 de cebola bem picadinha
100 ml de creme de leite fresco
40 g de manteiga
700 mls de caldo de legumes
Sal e pimenta à gosto


Modo de preparo:

Coloque o agrião em água e solução cloridrica para alimentos por 15 minutos para higienizar bem.
Em uma panela com água fervendo, coloque rapidamente o agrião por alguns segundos e na sequencia, o disponha sobre papel toalha para elminar a água. Bata o agrião em um  liquificador, com um pouco de caldo de legumes e reserve. Refogue a cebola na manteiga e adicione o agrião batido e o caldo de legumes. Acresecente o creme de leite e deixe ferver por 10 minutos. Retire do fogo e sirva. Se optar em servir frio também pode. Fica a seu critério, ambos são deliciosos.

domingo, 31 de julho de 2011

Melão com Parma e Balsâmico


Ingredientes:


3 fatias de Melão Japones
6 fatias de Presunto Parma
Balsamico a Gosto


Modo de preparo:


Em uma travessa, coloque os Melões. Envolva 2 parmas em cada fatia e finalize com Balsâmico a gosto.

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Filet de Cordeiro ao Molho de Hortelã


Ingredientes Molho de Hortelã:


1/2 maço de hortelã
50 ml de azeite extra virgem
suco de um limao tahiti
Sal e pimenta a gosto


Modo de preparo:


Em um liquidificador, adicione o suco de limão, o azeite, o hortelã, o sal e a pimenta. Bata tudo até misturar os ingredientes.


Ingredientes Filet:

500 g de filé de cordeiro
100 g de cenoura picadinha
100 g de salsão picadinha
100 g de alho porro picadinha
100 g de  cebola picadinha
350 ml de vinho tinto
3 dentes de alho esmagado
250 de batata fatiada
sal, pimenta do reino, tomilho e alecrim a gosto

Modo de preparo:


Em um bowl coloque o filé de cordeiro, o sal, a pimenta do reino, o tomilho, o alecrim, a cenoura, o salsão, o alho porró e a cebola bem picadinha.
Adicione os dentes de alho esmagados e o vinho tinto. Reserve e deixe fechado com filme na geladeira por 6 horas.
Remova o filet da marinada.
Em uma frigideira anti aderente pré aquecida, coloque e doure o filet por igual. Reserve.
Aqueça o forno a 200 graus.  Em uma assadeira, forre com as batatas em fatias e disponibilize o filet sobre elas. Leve ao forno por 10 minutos, retire e finalize com o molho de hortelã, é so servir.

terça-feira, 26 de julho de 2011

Escondidinho


Ingredientes:

400 g de carne-seca
400 g de mandioca
15 g de manteiga sem sal
50 ml de leite integral
20 ml de óleo
100 g de cebola bem picadinha
4 ramos de coentro fresco epicadinho
100 g de queijo de coalho ralado
Modo de preparo:

De véspera dessalgue a carne-seca. Leve-a para cozinhar em panela de pressão até que fique macia. Escorra a água, reservando-a.
Esfrie e desfie a carne grosseiramente eliminando a gordura.
Cozinhe a mandioca picada na água reservada e reduza-a em purê, juntando a manteiga e o leite.
Faça um refogado da carne desfiada com a cebola picadinha no óleo.
No final, junte o coentro fresco picadinho. Frite a carne sem deixá-la ressecada.
Em um refratário, coloque em camadas o purê de mandioca, a carne-seca refogada e por último o queijo de coalho.
Leve ao forno a 200 graus para gratinar. Sirva quente

domingo, 24 de julho de 2011

Lápis de queijo


O alemão Kolle Rebbe criou para um cliente da agência da área de laticínios o lápis de queijo parmesão.
Cada embalagem traz três lápis de queijo e um apontador. Um lápis de parmesão aromatizado de trufas, outro de pesto e o terceiro de pimenta. Ao apontar o lápis você vai espalhando no prato o parmesão raladinho na hora. Uma tabela no verso do pacote lápis não apenas lista quanto de queijo é preciso ser “apontado” para cada prato (salada, massas, pizzas) como também informa quantas calorias cada porção contém.
Infelizmente, foram fabricados apenas 500 exemplares e, obviamente, eles se esgotaram em pouquíssimo tempo.

Escultura em Oreo



O artista Judith G. Klausner cria esculturas de rostos usando o recheio do biscoito Oreo. Verdadeiras e deliciosas obras!

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Sopa de Cenoura e Laranja


Ingredientes Caldo de legumes:

1 cenoura
1 alho
1 salsão
1 cebola
2 litros de água

Modo de preparo:

Em uma panela com água coloque o salsão, a cenoura, a cebola e o alho e deixe ferver.


Ingredientes para a sopa:

30 g de manteiga
400 g de cenoura em cubos
50 g de alho poro em rodelas
2 g de gengibre em pedacinhos sem casca
2 litros de caldo de legumes
2 unidades de laranja pêra
Sal, pimenta e salsinha à gosto.

Modo de preparo:

Em uma panela com fogo baixo, derreta a manteiga  e refogue a cenoura, o alho poro e o gengibre.
Adicione o caldo de legumes e deixe cozinhando até que a cenoura fique macia.
Deixe esfriar e bata no liquidificador. Tempere se necessário.
Faça um suco com a polpa das laranjas e peneire.
Na hora de servir, adicione ao creme de cenoura o suco de laranja e misture.
Acrescente as folhas de salsinha para finalizar e bom apetite!

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Gergelim Branco e Negro


Cinco mil anos atrás, os assírios usavam as sementes para óleo e vinho, e acreditavam que os deuses beberam vinho de gergelim na noite anterior em que criaram a terra. Hoje em dia, no Oriente Médio, sementes de gergelim branco são utilizados principalmente no tahine, uma pasta de semente de gergelim, muito usado em muitos pratos locais.
Na cultura ocidental, voce encontra as sementes brancas em produtos de panificação, como pães e bagels. E, claro, em cima de pães de hambúrguer que ficou famosa por um dos maiores compradores de sementes de gergelim no mundo, o McDonalds.
No Extremo Oriente, onde as sementes de gergelim preto são as mais usadas, você vai encontra em pratos salgados e doces. Imaginar a culinária chinesa, sem óleo de gergelim e sementes?
Embalado com nutrientes como vitaminas B1 e E, cálcio e ferro, sementes de gergelim - a partir do poder da planta de gergelim tropical, rico em petróleo e com sabor de noz. O qual sabor, é realçado quando tostado. Infelizmente, a alta concentração de gorduras saudáveis ​​(gorduras polisaturadas) são danificados quando as sementes são aquecidas. Um bom motivo para lançar as sementes em qualquer prato, após o cozimento.
Sementes de gergelim variam em cor, mas geralmente são vendidos em forma branca ou preta. As sementes brancas são normalmente comercializadas sem o casco, como você encontra em cima de pães de hambúrguer. Sementes de gergelim preto, sao usados principalmente na Ásia, são pretas do casco em si (a semente de dentro é branca), então eles são sempre vendidos em forma com casca, e são, portanto, ligeiramente crocantes. Não importa a cor, as sementes são da mesma planta tropical e sabor quase idêntico.
Simples e dinâmico. Adicioná-los como um ingrediente de culinária para qualquer prato, ou colocá-los ao lado do sal e pimenta e polvilhe as sementes em cima de uma refeição cozinhada para o gosto adicionais, textura e aparência. Além do charme que da para decorar pratos.